DOENÇAS CORONARIANAS

 

São assim classificadas todas aquelas doenças que se relacionam ao coração. Dentre elas, as mais comuns e principais causas de morte no mundo são, a angina pectoris (angina do peito) e o Infarto Agudo do Miocárdio (IAM).

As cardiopatias são as principais causas de morte e incapacidade em todos os países industrializados.

A cardiopatia Isquêmica, também conhecida como coronariopatia é o nome dado a um conjunto de doenças do coração que estão intimamente relacionadas. Dependendo da velocidade de desenvolvimento e intensidade da isquemia (falta de oxigenação no tecido cardíaco), pode ocorrer a manifestação de quatro diferentes doenças, que são:

 

O termo cardiopatia ou coronariopatia isquêmica, resulta quando o problema se relaciona com a morte de células do tecido cardíaca, por deficiência ou falta de oxigenação correta da região. Isto ocorre principalmente pela redução do diâmetro das artérias coronarianas (vasos sanguíneos que irrigam o músculo cardíaco). Essa obstrução, na maioria dos casos se dá devido a arteriosclerose (próximo tema).

 

ANGINA PECTORIS

 

Caracterizada por dor ou desconforto torácico (no peito) causada por isquemia do miocárdio. Esta condição pode levar ao Infarto Agudo do Miocárdio ou a morte súbita cardíaca. Pode se apresentar em três diferentes padrões :

 

 

INFARTO AGUDO DO MIOCÁRDIO (IAM)

Responsável pela maioria das mortes dentro das cardiopatias isquêmicas, mata mais do que todas as formas de câncer que existem.

A incidência do IAM aumenta com a idade, sendo mais comum entre 45 e 54 anos. É quatro a cinco vezes mais comum no sexo masculino. A principal causa de IAM é a aterosclerose coronariana (mais de 90% dos casos).

O IAM pode ocorrer em um período bem variável, de alguns minutos à horas. Tipicamente, o início é súbito, com dor pré-cordial intensa que pode se irradiar para o ombro esquerdo, braço ou mandíbula. A dor é geralmente acompanhada por sudorese, náuseas, vômitos ou dispnéia.

 

 

CARDIOPATIA ISQUÊMICA CRÔNICA

Também conhecida como "cardiomiopatia isquêmica" e "cardiomiopatia coronariana". Esta doença ocorre geralmente em idosos e é o resultado do desgaste lento do músculo cardíaco por isquemia prolongada. O paciente geralmente apresenta quadro anterior de angina ou infarto do miocárdio.

 

MORTE SÚBITA CARDÍACA

É a morte inesperada provocada por diferentes formas de cardiopatia, no período de 1 a 24 horas após o início dos sintomas agudos (alguns autores defendem um período de até 1 hora).

Aproximadamente 80% das vítimas apresentam quadro de arteriosclerose estenosante (estreitamento do vaso sanguíneo provocada por depósitos de gordura na parede do mesmo).

 

FATORES DE RISCO

PREVENÇÃO

Sinais e sintomas de um possível ATAQUE CARDÍACO (retirado do site cardiol.com.br)

1) uma pressão desconfortável no peito ou nas costas que demora mais do que alguns minutos para ir embora

2) a dor espalha-se para os ombros, pescoço ou braços.

3) A dor no peito vem acompanhado de tonturas, suor, náusea, respiração curta ou falta de ar e sensação de plenitude gástrica.

Atenção: Nem todos estes sintomas ocorrem em cada ataque. Algumas vezes podem ir e voltar. Peça auxílio urgente sempre que isto ocorrer.

Avise outras pessoas – não espere, tenha à mão o endereço de um Pronto-Socorro.

SUGESTÃO : WWW.cardiol.com.br

 

< Voltar