Cultivadores

Viajor e eterno cultivador,
Que todo o dia se entrega a plantar.
Cuidas do solo e da semente,
Não olvidando que um dia terás que ceifar.

Sulca a terra, no solo duro de teu coração,
Cuidando que a semente venha brotar.
Pois caridade de falar e não fazer,
É privar-se da felicidade que se pode ter.

O tempo é inexorável,
E as leis divinas são imutáveis.
Prepara o solo do coração,
Para que nele brote a semente do perdão.

A lei de causa e efeito,
É de sabedoria divinal,
Já que todos receberão, infalivelmente,
O fruto da semente que plantar.

Cada um receberá segundo suas obras,
Veio o Mestre Jesus nos alertar.
Que a plantação do amor e caridade,
É semente boa que vicejará.

Cuida ,assim, cultivador eterno,
De todo dia boa semente plantar
Na eira de seu coração,
Planta sempre a semente do perdão.


Um amigo oculto
Grupo Espírita Fraternidade de Mogi das Cruzes

 

< Voltar