ALEGRIA DE SERVIR

 

 

Olhar de carinho e de paz,

Que a todos acalma e refaz.

Das lutas e das dores da vida,

Ninguém saía sem uma palavra amiga.

 

Transmitia a alegria que sentia,

De poder servir e ajudar.

Via em cada ser um irmão e um cultivador,

Que ontem plantou e hoje tem que ceifar.

 

Sabia que a imperfeição é transitória,

E tudo fazia para que a paz fosse vitoriosa.

Com palavras de esperança sempre soerguia,

Aquele irmão que na estrada caía.

 

Esse cultivador de cândido olhar,

de sementes de amor sempre a espalhar.

A todos sorrindo, sempre a ajudar,

de operosa existência, sempre a trabalhar.

 

Verdadeiro exemplo a ser seguido,

Cumpriu com louvor a sua missão.

Levou o amor e a paz ao mundo,

Com o seu coração de criança.

 

Genuíno discípulo do Cristo,

Que pelo exemplo edificou as almas.

Cheio de luz e de amor,

Chico sempre foi um benfeitor.

 

Como ninguém soube pelo exemplo ensinar,

que a vida é semeadura que nos compete realizar

Plantando sempre o amor e a esperança

conseguiu deixar em todos sua lembrança.

 

Viva o Chico,

Todos gritam na espiritualidade.

Pela volta à verdadeira pátria,

De quem foi servidor de verdade.

 

Servidor fiel da caridade de Jesus.

 

 

Grupo Espírita Fraternidade de Mogi das Cruzes.

Um amigo oculto.

 

<- Voltar