JESUS, MODELO DE MESTRE

 

Ele era claro, preciso, objetivo

Seu quadro era o chão,

O giz – seu próprio dedo.

Usava como ilustração o que mais perto estava

E à vista de todos!

Como uma árvore, a natureza uma criança.

Tinha apenas duas turmas de alunos:

Os doze e a multidão.

Sua sala de aula tinha por teto o céu

E por banco a própria relva.

Dava, às vezes, aulas particulares, como à Samaritana.

Aulas audiovisuais, enquanto caminhava,

Aulas diurnas,

Noturnas... como a Nicodemos.

Ensinava no mar, em terra firme,

No monte ou em casa,

No templo ou caminhando.

O esboço de suas aulas estava em sua própria mente;

Preparava-o, preparando-se em Oração ao Pai.

Incansável MESTRE,

Seu tempo de ensinar era SEMPRE.

 

 

< Voltar