Campanha Pelo Desarmamento do Brasil !

Em 23 de outubro vamos votar SIM, pelo fim do comércio de armas de fogo no Brasil !

Vote 2, vote pela vida, vote pela paz !!

 

Nós do Espiritismogi apoiamos o desarmamento completo e incondicional de toda a humanidade ! apoiamos toda iniciativa no sentido de desarmar não só o Brasil mas toda a humanidade !

Sendo assim temos, como espíritas, conhecedores da responsabilidade de nossos atos e das verdades espirituais, o COMPROMISSO de votar SIM no referendo nacional sobre a proibição do comércio de armas de fogo no Brasil.

No dia 23 de outubro estaremos diante da pergunta: "Você é a favor da proibição do comércio de armas de fogo e munições no no Brasil ?", diante desta pergunta passa por nossa mente a legião de espíritos que retorna ao plano espiritual vítima de acidentes domésticos, vítima de homicídios por motivos fúteis como brigas de vizinhos e brigas de trânsito, as crianças que matam acidentalmente seus irmãos, primos ou amiguinhos porque acharam as armas de seus pais e foram brincar com elas, os que são agredidos e roubados dentro de casa com o uso de suas próprias armas, do desespero dos cidadãos de bem, que possuem uma arma mas não tem nenhum preparo técnico ou emocional para portá-las e principalmente, passa por nossa mente toda a recomendação da espiritualidade no sentido de praticar a caridade em todas as ocasiões da nossa vida e sempre ter esperança e fé em Deus e nos bons espíritos.

Justificativas como "vamos desarmar o povo a deixar os bandidos armados", "devemos combater o crime", "não podemos deixar de nos defender", mostram mentes sem esclarecimento e visão curta de uma realidade que está bem além de uso de violência contra violência o que só gera mais violência ainda !

A criminalidade se combate com educação, cultura, emprego, religião, amor e tantos outros valores sociais e espirituais que hoje "NEGAMOS" àqueles que chamamos de marginais ou criminosos ! o verdadeiro combate à violência começa com nossa consciência política de cobrar de nossos governantes e principalmente de saber escolhê-los nas eleições, para que possamos ter iniciativas políticas privilegiando o social, o emprego, o combate a corrupção a promoção da educação e da cultura de nosso povo, e não nos armando até os dentes e criando uma verdadeira "bola de neve" que só tende a gerar cada vez mais sofrimento e desespero a todos nós !

Nós espíritas, conhecedores das verdades espirituais, temos o dever moral de contribuir plenamente em qualquer tipo de campanha que leve a qualquer tipo de desarmamento, isto nos recomenda até mesmo André Luiz no livro "Conduta Espírita" quando nos alerta: "Esquivar-se do uso de armas homicidas, bem como do hábito de menosprezar o tempo com defesas pessoais, seja qual for o processo em que se exprimam. Pois o servidor fiel da Doutrina possui, na consciência tranqüila, a fortaleza inatacável". VIOLÊNCIA CONTRA VIOLÊNCIA NUNCA !! mais ainda na mente daquele que pelos menos SE DIGA ESPÍRITA ! para chegar a esta conclusão basta refletir nos ensinamentos da Doutrina ! somos diferentes no nosso pensar e agir pois pensamos e agimos pela lógica das verdades espirituais e não pelo impulso de idéias sem profundidade social, espiritual e políticas.

LÓGICO que além da iniciativa de apoiar o desarmamento físico devemos lutar pelo desarmamento mental e psicológico dos indivíduos, lutando pelos nossos direitos e exigindo das autoridades, através do poder que vem das nossas mãos numa sociedade democrática, a oferta de educação, cultura, saúde, empregos, inclusão social, e fazendo também nossa parte pela disseminação do amor, perdão e evangelização das criaturas !!

O maior argumento dos que defendem o não é a defesa dos direitos dos cidadãos, mas devemos ver que este argumento também é superficial e sem embasamento pois, de acordo com o estatuto do desarmamento, ex-policiais, promotores de justiça e juizes, pessoas que vivem em áreas rurais e mesmo aqueles que comprovarem estar correndo risco de vida poderão ter uma arma legalizada. Mesmo assim o que prevalece mais, o direito de alguns indivíduos ou os direitos coletivos da sociedade ? qual o maior direito, o de matar ou o da vida ? são pequenas perguntas que podemos responder com visão espírita e veremos que a necessidade de votar no SIM é muito maior.

O que prevalece mesmo nesta história de defender o não é o interesse dos empresários e magnatas das indústrias de fabricação de armas, o grande grupo financeiro que vai perder milhões e tenta a todo custo iludir as massas, através da falsa idéia da defesa de um direito. O maior direito do cidadão é o direito a vida e a paz ! Bem o sabem aqueles que tiveram tragédias acontecidas em família devido a uma arma de fogo, um filho perdido que foi brincar com uma arma do pai, um jovem que perdeu a vida numa discussão de bar, um pai de família que deixou mulher e filhos depois de uma discussão de trânsito ou mesmo um vizinho que depois de beber atirou no seu desafeto da casa do lado.

Armas sendo vendidas em vitrines é um ato imoral, vender armas que são fabricadas para MATAR, unicamente para MATAR, é imoral e demonstra o nível inferiorizado de nossa sociedade !

Esta é nossa opinião e de 80% da população que irá banir de vez este flagelo de nossa sociedade !

Portanto, temos o compromisso moral, a consciência espiritual e a caridade de votar SIM, neste referendo, banindo de vez do nosso país, que tem por destinação ser o Coração do Mundo e a Pátria do Evangelho, as armas de fogo !!

Meus irmãos, façamos a nossa parte e confiemos em Deus e na espiritualidade !!

Weber Martins - Criador do site espiritismogi.com.br


< Voltar