Indulgência ou Exigência ?

Há um pouco mais de dois mil anos, passou aqui pela Terra uma pessoa simples e humilde de coração. O seu intuito era de unir os povos através da prática do amor ao próximo. Mas até os dias de hoje nós não entendemos o seu recado, que foi e é muito importante.

Em todos os ambientes vemos uma turbulência desenfreada, um constante estresse que nos leva a incompreensão das palavras e dos sentidos.

Muitos se apegam a títulos, que se fazem necessários apenas para a organização da sociedade em que vivemos. Se formos avaliar isso no plano espiritual vamos ver que não terá tanto valor como damos aqui na Terra. Lá vale o que praticamos de bom ao próximo, com muito amor e carinho na caminhada do Cristo.

Na vida é necessária a comunicação. Muitas vezes ao nos comunicarmos, fazemos uma colocação que tem sentido diferente do qual queríamos dizer, e esse mal entendido só é consertado com outra comunicação esclarecedora.

Não devemos criar uma barreira com as pessoas só por causa do seu título. Devemos sempre lembrar que, qualquer pessoa independente do seu cargo é humana e conseqüentemente pode falhar, e é aí que entra a nossa indulgência, procurando compreender os nossos irmãos, e não ficar avaliando os fatos, as pessoas de forma exigente, mas sim buscando o esclarecimento.

Nós somos muito envolvidos por melindres, o melindre que nada mais é que em não aceitarmos uma observação que um companheiro venha a nos fazer. Aí já ficamos com raiva, aborrecidos querendo abandonar as nossas tarefas. É fácil lidarmos com essa fraqueza, mas para isso temos que cortar dois males pela raiz – o orgulho e o egoísmo.

O egoísmo faz com que nós acreditemos que temos sempre razão. Ele obscurece o raciocínio, mas quando conseguimos romper a barreira do egoísmo nos deparamos com o orgulho um outro grande mal. Este faz com que não aceitemos que erramos, e que é preciso melhorar. Jesus nos convida a criarmos um mundo melhor, mais harmonioso, agradável. Devemos começar a criar primeiro dentro de nós, mas só vai ser possível quando eliminarmos o egoísmo e o orgulho. Aí sim, vamos passar a compreender uns aos outros.

Dificuldades todos nós temos. Se analisarmos a escala evolutiva, vamos perceber que já evoluímos bastante, e vivemos em sociedade que é para um ajudar o outro a se tornar um ser melhor. Porque desperdiçar esse momento precioso em que vivemos? Que possamos sempre estar de coração aberto, para as coisas que virão para a nossa melhora como, por exemplo, a correção dos nossos erros.

Muita Paz a todos.

Jailson Mauricio (jamau)


<-Voltar