Os Falsos Cristos da Modernidade 

Era uma vez um menino, que admirava uma arvore de lindos frutos amarelos no quintal da casa da sua avó. Eram laranjas enormes e lindas por fora. O menino arregalava os olhos e pedia : -Posso comer uma vovó? -Não meu filho, elas são azedas e não podem ser comidas. Delas aproveitamos apenas a casca para ser cozida e assim fazermos um doce.

O menino de então não acreditava e nem compreendia, como poderia existir fruta tão bela e não servir para ser ingerida. Pois a arvore dava lindos frutos, porém eles não eram bons...

Deste modo nos defrontamos com a afirmação do Mestre Jesus que dizia nos seus ensinamentos, que é pelos frutos que se conhece a arvore.

Muitos anos se passaram e hoje o menino é um maduro senhor de meia idade, mas ele continua pensando a respeito daquela lição e que só hoje ele a compreende melhor.

Há poucos dias estava ele mais uma vez sentado pensando na vida e eis que ele liga a telinha do plim plim e de repente se dá conta que ali estava mais uma vez a mesma arvore com falsos frutos, ou melhor dizendo os profetas da mensagem bonita e vazia, como a laranja azeda da infância distante.

Pois amigos que me lêem, pensem a respeito da qualidade, da famosa telinha das nossas salas e que tem a nossa atenção intensa todos os dias durante muitos momentos, das nossas horas de folga. Antigamente eram poucos canais, hoje são dezenas com diferentes programas, mas que na sua essência diferem muito pouco, pelo seu pouquíssimo conteúdo. Mas mesmo assim continuamos sentados na frente da telinha e continuamos a receber as falsas mensagens, que nos induzem a pensar que trair a mulher com outra é absolutamente normal. Que nos diz que roubar o sócio, o vizinho, também é normalíssimo. E quando o programa é interrompido vem os comerciais e entra um grupo de jovens voando num para quedas e vendendo alegria, saúde e uma marca de cigarros. E nós fazemos de conta que está tudo bem e está normal...Os nossos filhos assistem junto conosco e não dizemos nada, porque este é o mundo moderno da mídia e da comunicação.

Pois ali meus amigos está um dos maiores Falsos Profetas da modernidade. E nós nos deixamos ludibriar pela suas falsas mensagens, diariamente sem tomar atitude alguma.

E não pensem que estou aqui condenando a televisão de maneira geral em tudo que faz e apresenta, mas estou convidando a todos para que passem a exercer o sagrado direito de dizer não, para as porcarias e que fiquemos somente com os bons programas.

Estou convidando vocês a usarem as horas excedentes para brincarem ou falarem com os seus filhos, com a esposa, ou quem sabe ler um bom livro.

Deste modo estaremos chegando aos verdadeiros profetas que nos ensinam o caminho do bem e do amor. Esta proposta de mudança de hábitos é algo difícil de fazer, contudo se não começamos nunca, só nos lamentaremos quando chegarmos do lado de lá dizendo,

"Eu não tive tempo", e quando examinarmos a ficha do quanto desperdiçamos da nossa preciosa vida ficaremos verdes, amarelos, vermelhos de vergonha.

A hora portanto é agora, para não lamentar mais tarde quando pode ser tarde. Teremos que começar novamente, pedindo nova oportunidade, implorar para que alguém possa nos receber o quanto antes possível e assim continuar a jornada que poderia estar mais adiantada.

Comecem portanto no hoje a mudar as suas vidas, mudem para o canal do amor e vivam intensamente a alegria e a felicidade de serem espíritos imortais, sujeitos ainda aos erros mas conscientes que estão se esforçando para melhorarem, a cada dia que passa.

Eu tenho certeza que vocês podem fazer isto, não esperem o amanhã, comecem hoje, agora e colham assim os frutos doces da felicidade, da saúde e do amor, conforme o Mestre Jesus nos ensinou.

 

Ivo Alfredo Kath.

 [email protected]

 

<-Voltar