Me engana que eu gosto

Recebemos, com uma solicitação para respondermos, do administrador do site www.espiritismogi.com.br essa curiosa mensagem, postada em 25.01.2007:

Nome : R. A. R.

E-mail: [email protected]

Mensagem:

Queridos amigos fui enganado pelo espiritismo durante dez anos até descobrir a verdade e os mesmos amigos que manifestavam ou incorporavam espíritos de familiares e foram visitar a seção do descarrego na Igreja Universal do Reino de Deus aonde hoje eu recebo a palavra verdadeira manifestaram estas mesmas pessoas que outrora la no espiritismo falavam com vozes de familiares deixando seus parentes ficarem muito impressionados pois o diabo conhece o passado presente mas não o futuro e ele veio para matar roubar e destruir sendo que na verdadeira casa aonde tem o Deus verdadeiro eles tem que revelar a sua verdadeira identidade manifestando encostos como trancarua, zé pilintra, lúcifer e outros mais nome este dado para os anjos decaídos que foram expulsos do céu por Deus por quererem ser igual a ele peço a vocês que peguem algum médio de incorporação e leve na igreja universal na terça feira na seção descarrego que vocês irão ficar perplexos com o que irão ver e tenho certeza que nunca mais serão enganados pelo maldito diabo. pois esta escrito na Bíblia que o Homem morre uma só vez .façam isto enquanto ainda é tempo pois se vocês morrerem terão a segunda morte ou seja a morte do espírito e irão para o inferno e ai não terão mais tempo de se salvar eu conheço tudo sobre o espiritismo pois freqüentei o alto e o baixo espiritismo pois são tudo farinha do mesmo saco e o diabo não deixa vocês conhecerem a verdade precisa ter muita força pois se vocês fizerem o que estou dizendo é uma vez só para desmascarar o maldito diabo.

Veja, caro leitor, como, em pleno século XXI, algumas pessoas ainda confundem o Espiritismo com outras práticas religiosas pelo motivo de que nelas também se utilizam da mediunidade, que, como sabemos, é uma faculdade humana que se manifesta em todos os lugares. Temos dito que o fato da tartaruga botar ovos, não faz dela uma ave. Nem a atual novela “O Profeta”, que tem demonstrado, de forma mais próxima possível, o que é realmente o Espiritismo, mudou a cabeça dessa pessoa. Aliás, a Rede Globo está de parabéns por esse excelente trabalho de informação que presta a seu público.

O nosso amigo não foi enganado só lá no “tal do espiritismo” que freqüentava, continua sendo também em sua Igreja, que lhe afirma da existência do “maldito diabo”, do inferno, de que quem não pagar dízimo está contrariando a palavra de Deus e de muitas outras coisas mais. Embora isso não nos diga respeito, pois afinal cada um prestará contas de todos os seus atos somente a Deus.

Parece-nos que anda meio devagar, a passos lentos, já que, conforme ele mesmo disse, demorou dez anos para se dar conta dessa enganação. Quanto tempo levará para perceber que simplesmente trocou o rótulo, mas que ainda continua sendo enganado, agora por especialistas nessa área? Um dia perceberá que era feliz e não sabia.

Aqui podemos identificar mais um fanático religioso que ainda está em lua-de-mel com sua igreja, vive morrendo de amores por ela, daí querer levar todas as outras ovelhas ao redil onde se abriga. Somente o tempo é que poderá tirá-lo desse encantamento cativante, próprio dos nubentes que acabaram de se dizerem sim e agora estão debaixo de uma “chuva” de arroz. Acredita piamente, o pobre coitado, que, com seus argumentos, irá convencê-las a “pular” a cerca para caminharem a seu lado.

Mesmo que de forma inconsciente, esse tipo de pessoa se julga mais inteligente que todas as outras ou, quem sabe, o único “iluminado” por Deus para ver a verdade. No caso ele deve estar pensando que todos os espíritas brasileiros, estimados em cerca de vinte milhões, são idiotas o bastante para serem enganados pelo diabo, que se passa por espíritos de familiares, guias, etc. Merece toda a nossa comiseração.

Na afirmação de que o “diabo” conhece o presente e o passado, sorrateiramente excluiu o conhecimento do futuro, pois implicaria em colocá-lo em pé de igualdade com Deus, pois, ao que sabemos, somente Ele tem conhecimento pleno de tudo. Mas que Deus é esse que, mesmo tendo pleno poder, deixa o diabo vir enganar-nos sem permitir que os “anjos” venham, por sua vez, nos ajudar? Esse, certamente, não é, de forma alguma, o nosso Deus! Os espíritas possuem um Deus-Pai, não o ser insensível que vê milhares e milhares de filhos se perderem pela astúcia do diabo, “que veio para matar, roubar e destruir” e, mesmo podendo, não faz nada para mudar essa situação. É com isso que ficamos perplexos. E, como se diz popularmente: tô fora!

Percebemos que a “lavagem cerebral” é, devemos reconhecer, bem feita, pois segue fielmente as orientações de seus líderes. É por conta disso que muitos “morrendo de medo do inferno” deixam de fazer o mal, apenas por “tremer” a Deus, quando, ao contrário, deveriam fazer o bem por amá-Lo.

Se esse internauta se desse a oportunidade de ler o livro “Nos Bastidores do Reino: a vida secreta da Igreja Universal do Reino de Deus”, de autoria do ex-pastor dessa Igreja, Marcelo Rubens Paiva, talvez, diante da “traição”, iria, imediatamente, pedir o divórcio, mesmo que tivesse pouco tempo de “casado”. Mas, infelizmente, isso é pouco provável, porquanto já deve ter sido completamente dominado, não pelo diabo em que acredita, mas por seus líderes, os falsos profetas de quem Jesus falava. Certamente que se fizesse isso saberia quem está enganando quem. Veja, caro leitor, como amostra, o que consta na contra-capa desse livro:

Pela primeira vez na história da Igreja Universal do Reino de Deus, um ex-pastor revela com enorme impacto os segredos e os podres da seita do bispo Edir Macedo, hoje espalhada por quase todo o mundo.

Como se suspeitava, há muitas coisas na Igreja Universal do que anunciam seus pastores e obreiros. Sexo, dinheiro e drogas se confundem, no mesmo altar, com orações e salmos de Davi.

Quem quiser ver mais uma opinião sobre sua igreja: clique aqui.

É bem provável, que ainda esteja na memória de muitas pessoas aquela reportagem, em que o fundador da Igreja Universal, em meio a risadas pilhérias e sarcásticas, ensinava seus pastores como extorquir dinheiro do povo. A quem se interessar essa gravação em vídeo, pode ser facilmente encontrada na Internet: clique aqui.

Temos informação de que o líder máximo dessa igreja, antes de fundá-la, freqüentava terreiros de umbanda, e para que você, leitor, fique bem informado, transcrevemos:

Boa parte dos freqüentadores da Universal já recorreu a tendas de umbanda ou centros espíritas, onde conheceu o mundo dos transes e das incorporações. Curiosamente, a Universal buscou inspiração nas religiões afro-brasileiras para apimentar seus cultos. Edir Macedo, que foi umbandista, adaptou os rituais de terreiro. Os gestos no descarrego copiam a coreografia dos incorporados em tendas. Os demônios que os pastores combatem e exorcizam confundem-se com as entidades da umbanda, como Zé Pelintra, Pomba-Gira ou Tranca-Ruas. Objetos mágicos oferecidos também foram retirados do terreiros (ver quadro na página 74). Arruda com sal grosso são usados para espantar mau-olhado. Alguns pastores adotam o branco, reproduzindo a vestimenta dos pais-de-santo.“São Elementos estranhos ao cristianismo”, diz o pesquisador Leonildo Campos, da Universidade Metodista de São Paulo. “A Universal se aproximou tanto da umbanda que precisa mover uma cruzada contra as religiões afro-brasileiras para se diferenciar”, afirma. Mesmo para quem freqüenta os terreiros, a aproximação é esdrúxula. “Em vez de afastar os demônios, a encenação acaba atraindo-os”, acredita a terapeuta holística Joelma Rodrigues, de 33 anos, que até os 12 era fiel da Assembléia de Deus e hoje é umbandista. (Revista Época, 2003, pp. 72-73).

Do quadro indicado:

Para apimentar os cultos de exorcismo, os pastores da Universal distribuem objetos com supostos poderes. Para consegui-los, o fiel vai ao altar e promete fazer ofertas generosas.

Sinceramente não é de se estranhar, pois isso pode-se ser, facilmente, confirmado pelo que vê na TV dos cultos da Universal. Pouco a pouco os rituais dessa Igreja vêm se aproximando dos daqueles, já estão oferecendo, entre outros badulaques, sabonete de descarrego, obviamente a “preço módico”.

Vimos fazendo-se, dentro do templo, um tapete feito de sal grosso para os fiéis passarem a fim de se “descarregarem”. Será essa a “seção (sic) de descarrego” confirmada pelo internauta? Será que o seu líder está voltando às raízes? Ficamos na expectativa do que virá depois.

Quando fala em “baixo” e “alto” Espiritismo demonstra completo desconhecimento do assunto que se propôs a falar, pois não há nenhuma divisão nele. Há, isso sim uma coisa da qual não escapa o nosso crente de plantão que é o “baixo” conhecimento ou a “alta” ignorância do que seja realmente o Espiritismo, podemos ajudá-lo um pouco recomendando-lhe o texto: O Espiritismo num balaio de gatos.

Declinamos de seu convite para levar algum “médio (sic) de incorporação” à Igreja Universal, pois virão mesmo sobre ele espíritos que ainda não se moralizaram, aqueles que talvez usem nomes como Tranca-ruas, Zé Pilintra, Lúcifer, etc., que, embora se apresentem com nomes estranhos, merecem todo o nosso respeito e devem ser tratados com muito amor, única forma de ajudá-los a sair do estado em que se encontram. Fora isso, há também um outro motivo, qual seja o de não expor ao ridículo o médium que, porventura, possa estar sobre a influência deles, porquanto um templo não é picadeiro de circo para fazer esse tipo de coisa, que nos parece ser o que se faz nessa igreja. Por outro lado, se os espíritas estão sendo enganados, pelo menos temos uma vantagem, em relação a certas igrejas: é que os espíritos não nos pedem dízimo e doações “espontâneas” a qualquer título.

É bom também esclarecer que não existem “anjos decaídos”, porquanto, segundo a crença popular, os anjos são seres criados perfeitos, em razão disso não há como decaírem, senão admitindo-lhes algum “defeito de fabricação”, fato que colocaria quem os criou em maus lençóis, num evidente amesquinhamento do Criador.

Apesar de nos doer o coração, a ele se aplica perfeitamente essa advertência de Jesus: “Por que você fica olhando o cisco no olho do seu irmão, e não presta atenção à trave que está no seu próprio olho? Ou, como você se atreve a dizer ao irmão: 'deixe-me tirar o cisco do seu olho', quando você mesmo tem uma trave no seu? Hipócrita, tire primeiro a trave do seu próprio olho, e então você enxergará bem para tirar o cisco do olho do seu irmão." (Mt 7,3-5).

Paulo da Silva Neto Sobrinho

Referência Bibliográfica

MANSUR, A. e VICÁRIA, L. O Exorcismo é a atração da noite, in Revista Época nº 258, São Paulo: Globo, 28 de abril de 2003.

PAIVA, M. R. Nos Bastidores do Reino: a vida secreta da Igreja Universal do Reino de Deus”, São Paulo: Geração Editorial, 2002.


< Voltar