Batalhas Domésticas

Contudo o caminhar é sempre difícil, porém no domínio doméstico, desprovido de todas as defesas do mundo, fica vulnerável a lucidez, a complacência e até a própria razão. Conspurcado de ataques altamente hostis, se vê conturbado diante de palavras e atos que condena e desvia a razão no bem e no amor.

Continuamente procura no fundo de suas forças, sustentação para tal conteúdo. Nada é suficiente. É golpeado no ambiente onde não possui defesas e com quem não deveria ter diferenças.

Luta com toda energia para que tudo aquilo fique presente, não como um mal a deixar severas seqüelas na vida, mas como experiência e exercício na fé para sustentação de toda vida.

Tem momentos que o fardo pesa, até curvar a espinha promovendo reflexões sobre a existência e possibilidade de desistência da tarefa.

Enfraquecido diante a luta desigual, procura-se nos ensinamentos do Cristo e exemplo de seus medianeiros a suplantar as próprias e existentes imperfeições.

Mas encontra-se fraco e subestimado, sob o peso de sentimentos de decepção e preocupação com o futuro. Isso é um erro. É errado tal preocupação, a ponto de considerar ser um pecado perante a verdade de Deus sobre as nossas vidas.

Nesse momento, como um ponto de Luz, no fluido obscurecido da alma percebe-se o quanto foi o progresso e que isso não passa de mais uma batalha de tanta que serão preparadas e declaradas a superar.

Certamente, por ser uma batalha na intimidade do santuário do lar, tem aparência e efeito bem mais conturbado e sofreador.

Mas, se, podemos confortar e encontrar soluções divinas para as batalhas dos outros, aplicar-se-a, o mesmo lenitivo a própria dor do embate.

O mal que se estacionar será tratado e envolvido com o bem.

Será disciplinado com chamadas a reflexão. Disponibilizar muito mais energias para promover ainda mais o bem do que desperdiças forças de valor moral para destruir o mal insidioso.

Será convidado à transformação pela presença em exemplo e em verdade pela esperança divina, muito mais que tudo e que por tudo e de tudo provém à solução.

E ela virá, comparecerá como sopro suave sobre toda a situação, perceberá suave perfume de flores brilhantes sobre pântano de lama estagnada. O bem aplicado sobre o mal sem a sua manipulação, aplicado sobre ele como um manto de transformação e que sob ele tudo é passado, tudo é novo, tudo é renovado.

Demonstrando e testificando a infinita possibilidade da verdade de Heráclito, da certeza sobre tudo, da infinita possibilidade da certeza das mudanças. 

Adamsauni


< Voltar